sexta-feira, 5 de agosto de 2011

FOI MELHOR ASSIM...


Não devemos confundir o amor com paixão. Paixão é aquela que aparece, invade, toma o corpo provocando impulsos e dá os primeiros passos a fim de preparar o terreno para que o amor chegue e se instale com segurança. A paixão é passageira e logo vai embora, já o amor fica por muito mais tempo e às vezes por toda vida.

Passei por uma experiência dessas. Eu amei e ele só se apaixonou, confundiu tudo, não foi capaz de acompanhar a transição da paixão para o amor e como a lógica aponta, desapareceu. Quanto a mim só restou forçar o esquecimento para sofrer em proporções menores. Por um tempo ainda esperei que pudesse voltar, mas agora acho que não, pois já deve estar novamente apaixonado nos braços de outra e certamente com a mesma incapacidade de amar, pronto para agir da mesma forma que agiu comigo.

Por um tempo eu e a minha gatinha Lilika sofremos com a falta dele, mas para o nosso bem, foi melhor assim...